ExpoPrint Latin America 2014 reforça sua posição e transforma mercado de impressão :: Guia do Gráfico ::
X
Formulário de Contato





Mensagem Enviada

29 de julho de 2014

ExpoPrint Latin America 2014 reforça sua posição e transforma mercado de impressão

Press Communications

Sete dias que entram para a história da indústria gráfica mundial. A ExpoPrint Latin America 2014 mostrou um mercado com vontade de investir, transformar seus negócios, aumentando o otimismo de quem faz parte deste setor fundamental para a indústria.

Os números deixam claro o clima positivo durante a ExpoPrint 2014. Foram 48.866 visitantes - destes, 4.082 estrangeiros -, que passaram durante os sete dias de evento pelos 40 mil metros quadrados de feira, conhecendo as novidades de mais de 300 expositores, que demonstraram mais de 750 marcas. Os negócios gerados durante a feira ultrapassaram os US$ 400 milhões. Os preparativos para 2018 já começaram. A feira será promovida em cinco dias, de terça a sábado, no Expo Center Norte.

O atual presidente da Afeigraf, Dieter Brandt, considera que todos os objetivos traçados para a ExpoPrint Latin America 2014 foram plenamente cumpridos: "A ExpoPrint 2014 alcançou e superou todos os seus objetivos. Um trabalho intenso de quatro anos de duração, que culminou em sete dias de uma feira impecável. É um grande orgulho fazer parte deste grande momento da indústria de mídia impressa".

O futuro presidente da Afeigraf (Associação dos Agentes de Fornecedores de Equipamentos e Insumos para a Indústria Gráfica), Klaus Tiedemann, comenta os números positivos: "O alto número de visitantes foi reforçado por sua qualidade, com muitos tomadores de decisão, empresários prontos para investir, o que refletiu no valor em negócios gerados em sete dias de feira e seguirá dando o tom para as negociações iniciadas na ExpoPrint que serão concluídas nos próximos meses".

A próxima vice-presidente da Afeigraf, Elaine Almeida, também enfatiza o trabalho realizado: "Gostaria de falar da minha satisfação como uma das fundadoras da Afeigraf e uma das idealizadoras da ExpoPrint com o sucesso da feira. Já é uma feira consagrada no mundo inteiro e é um prazer ver todos os clientes do Brasil, da América Latina e do mundo inteiro aqui vendo a ExpoPrint como a maior feira da América Latina e uma das maiores do mundo. E é uma satisfação muito grande, pois começamos com esse objetivo e ver sendo realizado e consagrado é muito bom".

O diretor da APS Feiras & Eventos, Ismael Guarnelli, destaca: "Tivemos um sucesso em todos os sentidos. Os números mostram que o trabalho de divulgação gerou grandes resultados. O retorno de visitantes e expositores sobre a organização da feira foi algo que nos deixou extremamente satisfeitos. Não há dúvidas de que a ExpoPrint Latin America 2014 foi, acima de tudo, uma grande vitória da indústria de impressão como um todo".

 

Expositores destacam qualidade de público da ExpoPrint 2014:

Reencontrar e fortalecer o laço com atuais clientes, conquistar novos contatos, fechar importantes negócios e ter prospects para trabalhar nos próximos meses. Os objetivos dos expositores da ExpoPrint Latin America 2014 antes da feira foram plenamente alcançados. Os que tinham dúvidas por conta do momento do mercado sentiram que a ExpoPrint foi o ponto de mudança da indústria de impressão brasileira e da América Latina. Os depoimentos comprovam a visão.

O presidente da Heidelberg do Brasil Jose Luis Gutiérrez declarou que a companhia cumpriu seus objetivos: "Tínhamos três objetivos quando começamos a ExpoPrint: o primeiro era econômico, com volumes de pedidos, que conseguimos e superamos. O segundo era atender clientes satisfeitos e orgulhosos de serem nossos parceiros, o que também estamos conseguindo. E o terceiro era que nossos colaboradores se motivassem e acreditassem na indústria gráfica, o que também conseguimos", disse Gutiérrez, que completou: "Separamos nosso stand em uma parte mais industrial e outra comercial, com equipamentos com a mais alta tecnologia do mercado".

Para o gerente de marketing da Agfa Graphics para a América Latina, Eduardo Sousa, "a ExpoPrint é a feira mais importante da nossa indústria na América e reafirmou sua importância, trazendo otimismo ao mercado. A Agfa tem muito a comemorar, pois trouxe novidades e tendências importantes, como a solução web-to-print. Os clientes ficaram impressionados com a amplitude que a ferramenta proporciona; fechamos bons negócios com o software e também com nossa impressão inkjet".

O diretor de planejamento e marketing da Alphaprint, Hadriano Domingues, destaca o público qualificado da ExpoPrint Latin America 2014. "A presença em nosso stand teve forte presença de decisores, como donos de gráficas e profissionais da área comercial. Estamos surpresos com a qualidade. Tivemos vendas durante a ExpoPrint e projetos que tocaremos pós-feira. Os clientes ficaram interessados e acreditamos que o resultado final será bastante positivo".

O consultor da indústria de impressão, Hamilton Terni Costa, da ANconsulting, considera que a ExpoPrint surpreendeu positivamente. "Primeiro pelo tamanho e presença das principais marcas do mundo todo e do Brasil, claro. Depois pela boa resposta que, na média, os expositores tiveram, com razoável número de cartas de intenções ou mesmo negociações finais. Foi uma grande aposta da indústria que não vem passando por um período de facilidades, muito ao contrário. Mas o fato do gráfico entrar em uma feira desse porte e ver toda a pujança do setor sem dúvida anima os que têm recursos, mas estão inseguros de investir".

Hamilton também reforça: "Outra tônica sentida foi a da busca de soluções pelas gráficas e não simplesmente equipamentos. Nesse aspecto, os softwares de gestão e controle e ainda os de web-to-print foram intensamente visitados. Bom sinal, mostra que a busca por eficiência operacional e melhor posicionamento comercial passa a ser uma prioridade. Isso é muito bom".

 

Transformação nos negócios:

A ExpoPrint serve para os expositores apresentarem suas soluções para clientes que buscam novos negócios, como o caso da Esko. Para Marcos Cardinale, gerente de marketing digital, "a ExpoPrint 2014 foi muito legal para a Esko. Conhecemos clientes e empresas novas. Destacamos muitas empresas comerciais que vieram à feira para mudar seus negócios para embalagem e nesse ponto temos muito a oferecer, como tecnologias de gravação de clichês, máquinas de corte e gama de softwares. Conseguimos na ExpoPrint ter contato com essas empresas e convertedores".

A Roland segue o mesmo caminho, como explica o gerente de produtos Wilians Lotti: "Para a Roland foi muito importante, pois como temos diversos equipamentos, como a linha UV, é importante mostrar ao maior número possível de pessoas e mercados diferentes. E a ExpoPrint dá essa oportunidade, de apresentar nossas soluções e tecnologia a um ambiente diferente do que estamos acostumados. Assim, a ExpoPrint foi muito boa, pois trouxe uma boa carteira de clientes para nós". 

Anderson Chaves, do setor de Sistemas Gráficos da Fujifilm do Brasil, coloca a ExpoPrint como uma oportunidade de se apresentar a um novo nicho. "A ExpoPrint foi uma oportunidade muito interessante para a Fujifilm, pois é a primeira vez que estamos nos apresentando para a indústria gráfica no país. Tivemos uma receptividade fantástica de todos os clientes, principalmente por conta da inovação em tecnologia, com impressão digital inkjet com diferenciais extremamente importantes, além de todas as outras aplicações e soluções para diversos segmentos do mercado gráfico".

Um público novo também para a Mimaki, conforme salienta Danilo Ribeiro, "Foi uma boa surpresa porque nunca tínhamos participado diretamente como Mimaki. Tivemos uma surpresa com relação à qualidade do público, muitos tomadores de decisão, pessoas realmente interessadas em entender os produtos que trouxemos para a ExpoPrint".

 

Momento de mudança:

Para muitas empresas, a ExpoPrint Latin America 2014 mostrou-se como um ponto de transformação de um mercado que, para alguns, vinha em um momento de indecisões. O maior evento de impressão das Américas provou que é o local ideal para a concretização de importantes negociações, surpreendo positivamente muitos expositores.

De acordo com Caio Nakagawa, gerente de produtos da Furnax: "Foi uma feira que reuniu muitos clientes atuais da Furnax; reencontramos amigos e realizamos negócios. Foi uma feira positiva. Estávamos com uma expectativa pessimista com o cenário da Copa do Mundo e eleições presidenciais, mas o resultado final foi bem positivo. Concretizamos alguns negócios e há mais outros para acontecer".

Luiz Cesar Dutra, diretor geral da KBA Brasil, também se surpreendeu com a ExpoPrint. "Vínhamos de um mercado devagar, com as pessoas em dúvida. Porém, a ExpoPrint surpreendeu, com grande movimento, muitos visitantes interessados em conhecer a nova KBA, um trabalho que estamos fazendo há alguns anos. As pessoas viram nossa máquina destinada ao mercado de cartonagem durante as demonstrações e conheceram a KBA".

Dutra ressalta o papel da feira de transformar o momento do setor: "A feira veio em um momento propício para dar uma reviravolta no mercado, dar confiança ao empresário gráfico. Temos expectativa de concretizar negócios que levantamos. Fechamos negócios importantes na feira, alguns que vínhamos trabalhando e outros que nasceram aqui. Então, nossa expectativa é que a gente consiga concretizar os negócios iniciados na feira até o final do ano. De maneira geral, estamos bem contentes com a organização; para a KBA foi muito importante. Valeu o investimento e agora é esperar as consequências e resultados positivos para o ano de 2015".

A superação de expectativa também foi vista na Sun Chemical. Para Cristina Barros, Key Account Manager - Narrow Web & Metal Deco da Sun Chemical do Brasil, "Tivemos uma surpresa incrível em relação ao número de visitantes; uma grande quantidade e qualidade que nos surpreendeu, com muitos clientes tomadores de decisão, e que trabalham diretamente com produção e vieram conhecer nossas tecnologias".

Cristina também notou a mudança de comportamento do empresário gráfico: "Enxergamos que o gráfico brasileiro está buscando novas tecnologias e maneiras de crescer seu negócio, com maior rentabilidade e produtividade. Para nós, isto foi uma grata satisfação. Estamos muito felizes com o resultado da ExpoPrint e vamos nos preparar para a próxima, e que seja ainda melhor do que essa".

André Agnesini, gerente de vendas/artes gráficas da Xerox, foi mais um a destacar a superação das expectativas: "A feira foi muito boa para nós. Estávamos ansiosos com esse período do ano complicado para a indústria, mas o saldo foi muito bom. Tivemos várias oportunidades alavancadas, conseguimos capturar muitas novidades que estarão com certeza virando negócios logo depois da feira na linha toda de produtos, com muitas consultas. Para nós, com relação ao portfólio como um todo, foi extremamente positivo. Teremos com certeza um trabalho intenso pós-feira".

Para Milton Fetter, diretor comercial da divisão gráfica da IBF: "Um balanço extremamente positivo, estamos muito satisfeitos com o resultado e contentes em ver a feira tão pujante. A IBF está apoiando a ExpoPrint desde o início, com um relacionamento muito bom. Tivemos uma média de público excelente, com muitos visitantes e clientes que esperávamos receber e vieram nos prestigiar. A feira foi vibrante, com todos os stands com bastante gente; e isto é muito bom para a feira e para a indústria em si. Atingiu bem nossas expectativas e gerou excelentes resultados".

 

Novas tecnologias:

A apresentação de novas e inéditas tecnologias sempre marcou a ExpoPrint Latin America. Em 2014, não foi diferente. Fernando Alperowitch, diretor da unidade de negócios HP Indigo na América Latina, ressalta: "A ExpoPrint já é uma realidade na indústria, conhecida como a melhor feira da América Latina. E esta foi uma edição que não deixou para trás nenhuma das expectativas. Estamos realmente muito satisfeitos".

Segundo Alperowitch, "Olhando os corredores, o stand da HP e de nossos parceiros, há o mais novo em tecnologia - algumas pela primeira vez no mundo sendo mostradas em uma feira, trazendo o que há de melhor ao público brasileiro e da América Latina. Sem dúvidas, a feira foi melhor do que o esperado. Durante a Copa, havia algumas dúvidas sobre o momento da indústria e até da economia brasileira. Mas, depois do começo da ExpoPrint, creio que seja uma unanimidade entre os expositores, que a resposta dos clientes e futuros clientes tem sido positiva em relação à feira e até sobre a indústria".

A Ferrostaal também colheu bons frutos na feira. O diretor Richard Möller comenta: "Nosso balanço é o melhor possível. Já esperávamos um público grande e qualificado; a dúvida era o nível de interesse real de investimentos deste público. E a surpresa foi excelente, pois conseguimos fazer negócios. O mercado vinha em um momento de pouco entusiasmo de investimento e na feira ficamos extremamente satisfeitos. Buscamos mostrar equipamentos diferenciados, que pudesse agregar valor aos nossos clientes, como a tecnologia LED UV, com nível de interesse impressionante e um incrível sucesso. Tivemos que fazer mais apresentações que o planejado".

O gerente geral da Ferrostaal, Janio Coelho, concorda: "Há muito tempo promovemos a tecnologia LED UV e a ExpoPrint 2014 deu uma repercussão acima do esperado. O que escutamos dos clientes por onde andamos da feira foi o avanço que esta tecnologia trouxe ao mercado. Nosso stand ficou cheio nas apresentações e o nível de perguntas e a qualidade de geração de negócios nos surpreenderam bastante. A tecnologia mostrou estar pronta e os clientes entenderam isto. Então estamos felizes com o resultado".

De acordo com o Gerente de Marketing Marcio Marquese, da OKI, "Para a OKI, a feira foi um sucesso para a exposição dos novos equipamentos e para a geração de negócios. Trata-se de um público muito aderente à tecnologia que oferecemos ao mercado."

Inovação também foi a visão do coordenador de marketing da Gomaq, Danilo Munhos: "Participar da ExpoPrint Latin America 2014 foi muito importante, afinal encontros assim proporcionam grandes oportunidades e a chance de mostrar o que a Gomaq junto com a RISO trazem de inovador ao mercado gráfico. Participar da feira é sempre uma troca de informações, pois podemos detectar as necessidades dos clientes e apresentar soluções de impressão que atendem sua demanda. Além do grande número que visitou nosso stand, gerando novos e futuros parceiros de negócios".

Já para Amando Varella, diretor comercial da Papirus, "Nos últimos anos, a Papirus tem conquistado cada vez mais maturidade, buscando melhorias em seus processos e garantindo um melhor posicionamento no mercado de papelcartão. A nossa participação na ExpoPrint apresenta essa evolução aos nossos clientes, e o resultado foi transformador. Ficamos muito satisfeitos pelo envolvimento dos nossos clientes, parceiros e fornecedores".

 

União de forças:

A recente união entre Canon e Océ teve a ExpoPrint Latin America 2014 como importante palco: "A feira é de extrema importância para a Canon. Estamos bem posicionados no mercado e com a recente aquisição da Océ reforçamos a posição. Na ExpoPrint, procuramos trazer todo nosso portfólio de produtos. Para nós, foi muito proveitoso para mostrar a união Canon/Océ. E os clientes puderam ver a força e abrangência das soluções", disse Fabiano Peres, supervisor de vendas da Canon.

Peres também citou a visitação de atuais e novos clientes como importante. "Fortalecemos relacionamento, conseguimos avançar com negociações em andamento e iniciar novas oportunidades. Este era o objetivo: fortalecer nossa posição no mercado gráfico, melhorar relacionamento com clientes e criar novas oportunidades. E isto foi 100% atingido na ExpoPrint". 

Outra recente parceria, entre Rotatek e Durst, também foi destaque. "Fazendo um balanço, foi muito bom. Os clientes entenderam nosso recado e ficaram sabendo que estamos trabalhando com os equipamentos Durst. Tivemos um volume de negócios bastante interessante e bem encaminhado para fechar no pós-feira. Estamos bem contentes e devemos renovar nossa participação para a próxima ExpoPrint", frisa Alexandre Dalama, da Rotatek Brasil.

 

Resultados positivos:

Os resultados foram positivos para os expositores. É o caso da Compulaser, que relata através de seu diretor, Renato Oliveira: "A participação da Compulaser na ExpoPrint 2014 gerou-nos resultados surpreendentes. Projetamos lançar o Guia Profissional - Gráficos e Designers no evento e concluímos ter sido a melhor escolha, pois ultrapassamos 166% da expectativa de venda. Foi um sucesso! Houve a necessidade de buscar mais um lote para atender a demanda".

Oliveira continua: "Além de todo resultado positivo com o produto, diversas empresas nos procuraram durante a feira com o interesse de entrar na próxima edição do Guia, e a maior parte dos parceiros desta já manifestou sua satisfação com o projeto e confirmou presença no próximo. E os resultados não param por aí, pois até o momento recebemos uma média de 300 e-mails entre elogios, dúvidas e pedidos de compra. É muito gratificante, pois o retorno não é apenas nosso, mas de todos os apoiadores do projeto, que já realizaram novos negócios pós-feira".

Para Ronaldo Arakaki, gerente de marketing e negócios da Konica Minolta, "A participação foi muito satisfatória. Tínhamos a expectativa de grandes negócios para sinalizar e podemos dizer que o resultado tem excedido todas as nossas expectativas". A mesma visão teve a diretora da Konita Brasil, Letícia Candido de Araujo: "A ExpoPrint 2014 foi excelente para a Konita Brasil. Conseguimos divulgar nossos produtos, fizemos ótimos negócios e estamos ansiosos para a próxima feira".

Silvane Salamoni, diretora da Diginove, conclui: "A feira foi excelente, pois houve a consolidação de nossos equipamentos e do acabamento gráfico, com laminadoras, vincadeiras e hot-stamping. Estar na ExpoPrint em stands importantes como Konica Minolta e Xerox é a homologação de nosso trabalho e da tecnologia que trouxemos para o Brasil". Os softwares Ecalc também tiveram boa receptividade na feira, como salienta Cléber Estevan, gerente de relacionamento e marketing. "A feira foi muito boa para a Ecalc. Além de importante para novos negócios, serviu para manter o relacionamento com nossos clientes. Tivemos muitos visitantes em nosso stand; em um panorama geral, a feira foi muito boa para apresentarmos nossa linha de produtos de software, com muitas atualizações".

Segundo Rodrigo Abreu, sócio-presidente da AlphaGraphics: "A ExpoPrint foi produtiva, com a realização de muitos contatos. Nosso objetivo era divulgar o projeto de Conversão de Franquias, que é direcionado a empresários independentes que comandam gráficas tradicionais. O público visitante foi qualificado e temos a expectativa de que nossa participação na feira gere novos negócios. Além disso, foi uma ótima oportunidade para mostrar ao mercado os investimentos que estamos realizando para a expansão de nossa rede no Brasil".

Gianberto Monchini, gerente financeiro da T&C, comenta: "A feira foi muito boa, pois trouxemos grandes novidades, como a nova Scodix e a linha Epson, além de CtPs. Isso ajudou a ter muito sucesso na feira, além do trabalho feito em casa antes da feira como a divulgação. Realmente é um grande evento para nós e estaremos na próxima feira".

Enio Zucchino, gerente de desenvolvimento de mercado para impressão comercial da Kodak, frisou a aposta da escolha da companhia na ExpoPrint Latin America 2014: "A Kodak fez questão de trazer todo o portfólio de produtos para a feira, sendo hoje 100% focada na área de impressão industrial gráfica, mostrando ao empresário formas de revolucionar o negócio gráfico e se diferenciar no mercado. Foi uma das feiras eleitas pela Kodak para participação. O público é condizente com o que esperávamos e mais qualificado em saber o que busca. Então, o balanço foi excelente para nós".

 

Novas fronteiras:

A ExpoPrint Latin America 2014 foi usada também para que fronteiras fossem diminuídas, tanto com expositores estrangeiros que mostraram suas soluções para outros mercados como de empresas nacionais que fizeram importantes negócios com visitantes do mundo todo. 

Para Osmar Barbosa, gerente geral EFI Metrics, da área de Software de Produtividade na América Latina, "A ExpoPrint Latin America é uma vitrine de novas tecnologias, para nós da EFI é sempre um momento muito importante e esperado. Durante o evento milhares de visitantes puderam conferir a atuação de três importantes linhas da EFI: as linhas de sistemas de gerenciamento EPS, as soluções Fiery e os equipamentos digitais Inkjet, além de tirar dúvidas com executivos e ver todo o desempenho de nossos produtos. O resultado atingiu nossas expectativas, com a realização de bons negócios, inclusive com empresas estrangeiras". 

De acordo com João Benetti, diretor de comunicação da Policrom, "ótima feira, com uma boa frequência do Brasil e também de visitantes da América Latina. Tivemos um grande reconhecimento da marca, graças aos nossos produtos de qualidade. Difundir a marca e trazer novidades é algo impagável".

O consultor da Cron, Don Langston, esteve no Brasil para apresentar os CtPs da marca e falou sobre a ExpoPrint Latin America 2014: "Excelente. Em muitas feiras pelo mundo, os negócios estão baixos. Já aqui, os negócios estão crescendo, com um tráfego de pessoas muito grande. Comercializamos máquinas durante a feira e temos muitos pedidos pós-feira. Nosso objetivo é tornar global a marca Cron".

A Diretora de Comunicação Global da BW Papersystems Trish Kempkes, da qual a MarquipWardUnited faz parte, destacou o fator internacional da ExpoPrint Latin America 2014: "A ExpoPrint foi uma grande experiência para nós da Marquip. Estamos conhecendo o mercado brasileiro e também tivemos contato durante a feira com clientes de outros países como Colômbia, Peru, Chile e Uruguai. É uma ótima oportunidade para conhecer novas pessoas".

A feira também foi positiva para a Overlake, como destacam os diretores Francisco Veloso e Osvaldo da Costa: "A feira foi bastante positiva, tanto no mercado interno, com muitos visitantes do Brasil, mas muitos visitantes do exterior, principalmente América Latina, como Peru, Paraguai e Bolívia. Conseguimos fazer importantes negociações para o segundo semestre".

Para a Calcgraf, a prospecção de clientes foi intensa, assim como o encontro dos usuários do sistema de todo o Brasil e mesmo do exterior: "A presença de latino-americanos foi grande, superando a edição anterior da feira", comentou Karina Escobar, diretora da empresa. 

Segundo Corinne Périgaud, da área de venda e marketing da Techkon, ainda durante a ExpoPrint: "A feira está muito boa, com muitos visitantes. Estamos satisfeitos com a procura de nossos dois produtos. Os negócios estão muito bons. Fomos a outras feiras na Europa e não vimos um movimento de pessoas como no Brasil".

Diego Garcia, do setor de vendas ao mercado externo da Ibema, diz: "A feira movimentou muita gente desde o primeiro dia, acima de nossas expectativas. Ela é muito diversificada e completa, muito interessante para os estrangeiros e com oportunidades de negócio. Atendemos muitos estrangeiros, como Peru, Colômbia, Paraguai, Argentina, México, Estados Unidos, África do Sul, China. A ExpoPrint virou uma referência. Para nós, gerou frutos imediatos e outros a médio e longo prazo. O contato com os estrangeiros acrescenta para nós, que aprendemos sobre outros mercados, e a eles, que conhecem a qualidade do produto brasileiro".

Davi Pachon, da PrintLAT, veio dos Estados Unidos ao Brasil e conclui. "A feira foi muito boa, sempre lotada, com stands muito concorridos. É uma feira muito importante, ocorrida há quatro anos. Estamos felizes de participar, fizemos muitos negócios". 

 

Público satisfeito:

Com 48.866 visitantes, os profissionais que passaram pela ExpoPrint Latin America 2014 não se arrependeram de saírem de suas empresas para conferirem ao vivo as grandes novidades tecnológicas do maior evento de impressão das Américas.

Para Alexandre José, de Diadema (SP), proprietário de uma gráfica na área offset: "A feira foi muito boa, com muitas novidades. Aprendi bastante e acho que é o momento ideal para investir. Acredito que, apesar da crise, há muitas novidades para redução de custos e os empresários puderam aprender muito aqui na feira".

Saulo Lemos de Andrade, de uma empresa de convites de Curitiba (PR). "A ExpoPrint foi bem proveitosa. A feira apresenta bastante tecnologia e novidades. Aqui há o que tem de melhor. A expectativa foi superada, gostei muito".

Eduardo Meirelles Dias, empresário do ramo gráfico em Uberlândia (MG). "Visito a ExpoPrint pela terceira vez e os resultados foram ótimos. A feira nos surpreendeu e atendeu às expectativas. Sempre apoiamos a feira e, daqui quatro anos, queremos colocar nossa empresa como expositora para demonstrar nossos produtos aqui também. É uma feira que abrange todo o meio gráfico. Sou de Minas Gerais e viemos em caravana. Valeu muito a viagem".

Celso Soares de Carvalho, empresário de Santo André (SP): "Vim conferir máquinas de acabamento e impressão digital. E encontramos o que procuramos". O assessor Anibal Oliveira, de São Paulo (SP), diz: "Gostei muito da feira, está bem abrangente, com todos os negócios de gráfica. Destaco a diversificação, pois você encontra tudo o que precisa aqui".

Lenecir José Benacchio, gráfico de Santa Helena (PR). "A ExpoPrint foi ótima, pois atendeu nossos anseios de buscar informações atualizadas e ver as tendências do mercado. O setor gráfico passa por mudança e até algumas dificuldades. Então temos que buscar alternativas e aprendemos muito na ExpoPrint".

Para Raquel de Oliveira Segura, gestora de gráfica em Cambé (PR): "Gostei bastante esse ano. Vim buscar algumas soluções e encontrei. Somos uma microempresa e pude encontrar soluções interessantes aqui".

Fabio Pizzato, de Paranavaí (PR), relata: "Gostei da feira, há muita tecnologia. Maquinários novos, com várias opções de acabamento. Opções também na área de sacolas, que é um setor crescente do Brasil. E os gráficos estão olhando por esses nichos de mercado".

Do Rio de Janeiro veio Augusto Camilo, que atua com serviços gráficos. "Tive a melhor impressão possível. Tudo o que você precisa no mundo gráfico, serigráfico, equipamentos e acessórios você encontra aqui. Novidades, lançamentos, complementos para nosso trabalho no Rio, tudo encontrei aqui. Valeu a pena a viagem, precisamos de dois dias para ver tudo o que a ExpoPrint apresenta". Jocileide Camilo, também do Rio de Janeiro, concorda. "Foi muito boa. Conseguimos colher muitas novidades para levar à nossa equipe. Agora teremos muito trabalho quando voltarmos para o Rio".

A equipe da Impressos Portão, de São Leopoldo (RS) esteve na ExpoPrint Latin America e divulgou: "Para nós da Impressos Portão, foi um prazer participar da ExpoPrint 2014, temos certeza que a feira foi um sucesso. Agradecemos a atenção recebida, sabemos do esforço que um evento deste porte exige do expositor para atender bem o cliente e mostrar o que sua empresa tem de melhor. Nossa equipe volta satisfeita com a participação, fortalecendo as parcerias".

A América Latina esteve presente com força na feira. Para o argentino Antonio Beccacece: "A feira está muito boa, com equipamentos modernos e de vários locais do mundo, com muito progresso. Somos muito bem recebidos pelos brasileiros e conversamos com muita gente da América Latina, temos uma ótima relação e fui muito bem atendido". A mesma impressão teve o também argentino Jorge Mobaied: "Uma feira que realmente é muito importante para toda a América Latina pois encontramos o mais variado e moderno equipamento. Isto é muito interessante".

A Câmara Argentina de Empresarios Graficos Y Afins (CAEGA) homenageou a ExpoPrint através de seu presidente Juan José Elena e seu vice-presidente Enrique Cuesta, que falou sobre a feira: "Vi muita tecnologia e a apresentação de tendências, do que será o futuro, principalmente na impressão digital". A mesma impressão teve Juan José Elena, que ressaltou ainda a diversidade de países dos visitantes, uma forte marca da ExpoPrint Latin America 2014.















Clique aqui se sua empresa fornece produtos ou presta serviços para gráficas
Clique aqui se sua empresa é uma gráfica.
Anuncie sua EMPRESA | Anuncie MÁQUINAS usadas | Anuncie vagas de EMPREGO