Paraná: Senai apresenta novos equipamentos para atender setor gráfico :: Guia do Gráfico ::
X
Formulário de Contato





Mensagem Enviada

24 de abril de 2015

Paraná: Senai apresenta novos equipamentos para atender setor gráfico

Segunda fase da implementação da Escola Gráfica teve R$ 2,5 milhões em investimentos

Assessoria de imprensa - Sistema Fiep

Foram apresentados nessa quinta-feira (23), na unidade do Sistema Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), os novos equipamentos adquiridos pelo Senai para os cursos do setor gráfico. Com investimentos de R$ 2,5 milhões de reais, os sete novos equipamentos voltados para impressão e acabamento contemplam a segunda fase da implementação da Escola Gráfica do Senai, lançada em 2008. O total investido no projeto chega a R$ 4,2 milhões.

Para o presidente do Sistema Fiep, Edson Campagnolo, essa nova etapa do projeto é de suma importância para o setor. “É muito especial para a Federação poder atender esse sindicato, que é tão importante para o Estado. É o setor gráfico que imprime a nossa história, a história da indústria paranaense e leva nossa mensagem para o mundo”, diz.

Segundo o diretor do Senai no Paraná, Marco Secco, o principal objetivo da Escola Gráfica é capacitar melhor a mão de obra. “Com a nova aquisição, passamos a ter a mais completa infraestrutura para formar profissionais para a área gráfica do Brasil. Já oferecemos cursos de aprendizagem, qualificação e aperfeiçoamento, e agora, com os novos equipamentos, também poderemos passar a ofertar cursos técnicos no setor futuramente”, explica.


Lançamento da Impressora Offset [Foto: Gelson Bampi]

Abílio Santana, presidente do Sindicato das Indústrias Gráficas do Estado do Paraná (Sigep), destacou durante o evento a importância dos investimentos para o setor. “Vivemos um momento histórico para o setor no Paraná, pois agora temos uma infraestrutura completa para oferecer cursos para formação dos futuros profissionais gráficos”, fala. “Cabe ao sindicato ser o elo entre os empresários e os estudantes. No Senai não se aprende só a manusear máquinas, se aprende ética, a ser um profissional completo. E é isso que queremos para nossas indústrias”, completa.

O presidente regional da Associação Brasileira da Indústria Gráfica (Abigraf), Jair Leite, também ressaltou o grande significado da Escola para a área. “Temos um histórico de muito trabalho para chegar até aqui, e esperamos que esse não seja o ponto final. Queremos que nosso setor cresça cada vez mais, e que possamos contar com profissionais cada vez mais preparados”, destaca.

O gerente da unidade do Senai na CIC, Alaer Cardoso Júnior, conta que são formados atualmente cerca de 300 profissionais da área gráfica por ano. “Pretendemos dobrar a nossa capacidade de atendimento com os novos equipamentos”. Entre as máquinas adquiridas, destaca-se a impressora Heidelberg SM 52-4, para impressão offset em quatro cores, com capacidade para imprimir 15 mil folhas por hora.

Futuramente, as instalações dos cursos da área gráfica serão transferidas para a unidade do Portão, também em Curitiba. A unidade receberá a partir de junho R$ 4,5 milhões de investimentos em obras para melhor atender as indústrias da região, através do Programa de Apoio à Competitividade da Indústria Brasileira, criado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pelo Senai Nacional, em parceria com o Governo Federal e apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).







Clique aqui se sua empresa fornece produtos ou presta serviços para gráficas
Clique aqui se sua empresa é uma gráfica.
Anuncie sua EMPRESA | Anuncie MÁQUINAS usadas | Anuncie vagas de EMPREGO